[88] 9 9772 9273

NO AR

A Voz do Brasil

Com A voz do Brasil

Brasil

Absurdo: Prefeitura de São Benedito reduz salário de professores

Publicada em 02/07/20 as 13:16h por FETAMCE - 114 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: autor desconhecido)

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Benedito denuncia que a Prefeitura da cidade retirou, de forma arbitrária, a gratificação de planejamento dos professores da cidade.

Através de decreto, o prefeito Gadyel Gonçalves de Aguiar cassou o benefício que aumentava em 10% o salário base dos profissionais. Este direito foi usurpado pela gestão após os educadores entrarem em regime de teletrabalho.

O Sindicato argumenta que o planejamento, mesmo não sendo mais presencial, assim como as aulas, continua acontecendo e se tornou até mais complicado, tendo em vista que é preciso adaptar o conteúdo às dificuldades do regime online.

A secretária de finanças da Fetamce, Nadja Carneiro, avisa que a Federação apoia a reivindicação do sindicato e argumenta que “se o regime de trabalho é digital, por teleaulas, o planejamento também passou a ser”, diz ela. A dirigente orienta que os professores juntem provas das atividades e de todos os contatos de diretores, coordenadores e outros representantes da gestão. “Se preciso, levem à justiça. Se o trabalho existe, o direito tem que ser assegurado”, finaliza

O fato é que os profissionais, mesmo com salário reduzido, continuam recebendo metas, respondendo relatórios e criando novos modelos de aula, agora online.

O sindicato de servidores argumenta que, ao invés de cassar direitos, o prefeito deveria era se preocupar com a qualidade da educação da cidade, que passa por diversas dificuldades de acesso neste novo contexto.

Alan Jones Ferreira, presidente do Sindicato, informa que também se articulou com a Câmara Municipal para que a legislação seja mudada, de forma a contemplar expressamente o regime de planejamento online.

Ainda de acordo com o dirigente, o prefeito usa subterfúgios. Não abre mais as escolas, reduziu os custos e não paga nada a mais pelo uso de internet, telefone, computador e outros equipamentos dos professores, que gastaram do próprio bolso para passar a trabalhar em homeoffice. É o que denuncia campanha iniciada junto aos educadores.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

COMANDO WHATSAPP

88 997729273

Copyright (c) 2020 - Rádio Planalto AM - ZYH 608 - Planalto AM 1510 khz Uma Emissora Co- Irmã da Rede Evangelizar com Pe Reginaldo Manzotti